Algumas coisas, por mais impossíveis que pareçam, a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo.” CFA

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

                 Um mês iluminado 


                                           cheio de paz e alegria 
                           
                                                                        à todos vocês!


_____________


Acordei com os granizos da chuva batendo em minha janela.
O barulho que eles faziam pareciam me acordar não do sono, mas me acordaram para um mundo novo. Percebi que mesmo em dias nublados e tristes há felicidade fora da minha janela e não há motivos para tristeza do lado de dentro.
Vi que existe algo que brilha dentro de mim, mesmo em dias escuros, Notei que ser feliz, com ou sem a presença de quem fez meus últimos dias brilharem tanto, dependem do meu brilho uma vez que não me configuro como o reflexo de ninguém!
Assim, me lembrei que o nosso primeiro beijo se deu em uma tarde de sol manso, grama fresca e um céu límpido. Me lembrei também, que a manhã desse mesmo dia havia sido sombria e transbordava em tanta chuva. Sim, MUITA chuva.
Desacreditei em uma tarde bela, entretanto surgiu o sol, surgiu você!
Hoje você partiu e a chuva caiu.
Não espero que você retorne com o sol como naquela tarde. Desta vez vou esperá-lo (o sol) com um lindo arco-íris de cores brilhantes e que possam ofuscar as lacunas sombrias dentro de mim e do meu olhar. Não desacredito em belos dias depois de um céu nublado e não acredito em fim da vida por causa de um coração decepcionado e dilacerado.
Continuo pensando em você com o mesmo carinho de antes. Não faço mais distinção entre os dias em que eu era o seu amor, com os dias em que não sou nada. Deixei de me remoer por gostar tanto de você. Só eu entendo porque eu ainda confio e te quero bem. Só eu sei e ninguém nunca vai entender, às vezes nem eu entendo. É um gostar sem motivos ou explicações aparentes. Gosto porque gosto, ora!
Agora é preciso reagir e me preparar para os dias ensolarados. Sair por aí sem hora pra voltar, sem você no meu olhar e sem culpa...



“Penso em você apesar de não sentir sua falta e muito menos sua presença. 
Penso em você porque sinto um vazio, que eu não sei do quê e nem por quê. 
Revelo, então, mais uma vez, minha estupidez, 
já que não é você quem vai me salvar e nem muito menos 
me catapultar pra uma dimensão mais tranquila e 
menos ansiosa de coisas que não têm nome.”
- Caio Fernando Abreu.

5 comentários:

  1. Ah que lindo *-*

    Tem um selinho pra ti no meu blog (:
    Beijos mil.

    ResponderExcluir
  2. obrigada querida :)
    o texto nao é meu... apenas publiquei e meti entre aspas porque e desconhecido, nao encontrei o autor :(
    podes publicar à vontade meu anjo :)
    beijinho*

    ResponderExcluir
  3. .

    Olá, Polyana!

    Bem-vinda ao meu cantinho!

    Encantada com o teu. Lindo!

    Te sigo e voltarei sempre.

    Beijos

    .
    .

    ResponderExcluir
  4. o post está lindo *-*

    ResponderExcluir
  5. Amém!
    Que assim seja... e como diria o Fernando Abreu... "que sejas doce..."

    Beijos meus e um lindo dia!

    ResponderExcluir

Bom, aqui encontrei um cantinho onde pudesse expor (e organizar) o que penso, guardar imagens, poesias, textos e citações que me agradam. Portanto, sinta-se livre para comentar sempre que quiser.
Seja bem-vindo!
Obrigada pelo comentário (: